Charles Darwin

Charles Darwin

 - Origem da Teoria
Você está aqui: Ciência >> Charles Darwin

Charles Darwin - Família Imediata
Charles Darwin (1809-1882) nasceu em Shrewsbury, Inglaterra. Ele foi o quinto dos seis filhos de Robert Darwin (1766-1848) e Susannah Wedgwood-Darwin (1765-1817). Susannah morreu quando Charles tinha apenas oito anos de idade. Charles era o neto de dois homens muito proeminentes da época, Erasmus Darwin (1731-1802) e Josiah Wedgwood (1730-1795). Erasmus, o qual morreu anos antes de Charles ter nascido, era um evolucionista dedicado. Os escritos evolucionistas pré-Charles Darwin de Erasmus incluem Zoonomia, ou as Leis da Vida Orgânica (1794-1796, uma obra em dois volumes). Considere este trecho do seu poema póstumo Templo da Natureza (1802): "A vida orgânica sob as ondas sem costas nasceu e cresceu em cavernas peroladas do oceano; as primeiras formas minuciosas, não vistas pela lente esférica, moviam-se sobre a lama, ou atravessavam a aquosa massa; essas, à medida que as gerações sucessivas florescem, adquirem novas forças e maiores extremidades; donde incontáveis grupos de vegetação surgem, assim como mundos que respiram de nadadeiras, patas e asas".

Charles Darwin - Educação
Charles Darwin ingressou na Escola Shrewsbury como estudante de internato em 1822. Ele saiu três anos mais tarde, na idade de 16, chamado pelo pai para estudar medicina com o seu irmão mais velho, Erasmus, na Universidade de Edimburgo. Repelido pelo horror de uma cirurgia do início do século 19, Darwin saiu de Edimburgo em 1827 e se matriculou em Christ College, Universidade de Cambridge, a fim de estudar e se tornar um clérigo da Igreja da Inglaterra. Charles obteve a licenciatura em Teologia em 1831. Durante o seu mandato como um estudante em Cambridge, Darwin torna-se amigo do botânico e mineralogista John Stevens Henslow (1796-1861), um de seus professores. Foi Henslow quem recomendou Darwin ao capitão Robert FitzRoy (1805-1865) do HMS Beagle, o qual estava precisando de um naturalista. Em agosto de 1831, Darwin recebeu um convite para servir como naturalista a bordo do Beagle. Darwin aceitou e embarcou em uma fatídica viagem de cinco anos (1831-1836).

Charles Darwin - Viagem a bordo do HMS Beagle
Foi a pesquisa que Charles Darwin fez quando estava a bordo do HMS Beagle que formou a base para a sua obra clássica A Origem das Espécies por Meio da Seleção Natural, também intitulada Preservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida (A Origem das Espécies), publicada em 1859. Sua viagem o levou às costas da América do Sul, onde se acredita que ele contraiu a Doença de Chagas. Darwin sofreu de doenças intestinais e fadiga crônica até a sua morte em 1882. Antes de Darwin zarpar, Henslow recomendou que ele levasse Princípios de Geologia (1830-1833, uma obra de três volumes), de Sir Charles Lyell (1797-1875). Henslow aconselhou Darwin: "De todo o jeito, leia-o pelos fatos, mas de forma alguma acredite nas teorias malucas." [1] Darwin levou o primeiro volume de Princípios da Geologia com ele em sua viagem e pediu para que o segundo fosse-lhe enviado enquanto navegava. O livro de Lyell fez duas coisas na mente de Darwin. Primeiro, desacreditou o relato bíblico de Gênesis (o trabalho de Lyell era diametralmente oposto ao relato bíblico). Em segundo lugar, deu a Darwin a escala de tempo necessária para acomodar a ideia de que toda a vida tinha evoluído gradualmente. E assim, Darwin, o qual tinha começado como um ministro da Igreja da Inglaterra, terminou como um dos seus adversários mais influentes. Princípios de Geologia de Lyell, com a sua escala de tempo geológico, foi o seu ponto de viragem.

Charles Darwin - A Origem das Espécies e a Seleção Natural
Charles Darwin regressou à Inglaterra em 1836. Em 1839, foi eleito membro da Sociedade Real e cinco dias mais tarde casou-se com a sua prima, Emma Wedgwood, com quem teve 10 filhos. Em 1842, Darwin começou a rascunhar o seu livro A Origem das Espécies. O trabalho de Darwin foi fortemente influenciado por Princípios de Geologia de Lyell e Um Ensaio sobre o Princípio da População (1798) de Thomas Malthus. A Origem das Espécies foi finalmente publicada em 1859.

Darwin não inventou a cosmovisão evolutiva. Ele simplesmente trouxe algo de novo à velha filosofia: um mecanismo plausível chamado de "seleção natural". Em seu livro A Origem das Espécies, Darwin propôs a seleção natural como o mecanismo pelo qual toda a vida poderia ter descendido de um ancestral comum (Darwin definiu a evolução como "descendência com modificação"). No entanto, sabemos hoje que a seleção natural é um mecanismo deficiente, mesmo à luz da mutação genética. Na verdade, com os avanços tremendos que fizemos em biologia molecular, bioquímica e genética ao longo dos últimos cinquenta anos, a teoria de Darwin se tornou "uma teoria em crise". [2]

Escave mais agora!

Notas de Rodapé:

  1. Richard Milner, The Encyclopedia of Evolution, p.286.
  2. Michael Denton, Evolution: A Theory in Crisis, 1986, p. 250.


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Perspectivas Científicas de Enxergar o Mundo

Registro Fóssil
Evolução contra Criação
Charles Darwin
Evolução Humana
Teoria da Evolução de Darwin
Problemas com o Registro Fóssil
Evolução
Charles Darwin
Evolução e o Registro Fóssil
Conteúdo adicional ...

Perspectivas Filosóficas de Enxergar o Mundo
O que a Bíblia declara ser verdade?
Teísmo
Fundadores dos Sistemas de Crenças
Religiões Mundiais
Descubra a verdade
Assuntos populares
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Charles Darwin to My Google!
Add Charles Darwin to My Yahoo!
XML Feed: Charles Darwin
Ciência Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2014 AllAboutScience.org, Todos os direitos reservados.